Dieta Do Tipo Sanguíneo: Descubra Como Ela Funciona

Para continuar nosso assunto sobre dietas, hoje irei abordar uma muito popular há quase duas décadas, a dieta do tipo sanguíneo.

Os defensores desta dieta sugerem que seu tipo de sangue determina quais alimentos são os melhores para sua saúde. Há muitas pessoas que juram ter obtido resultados seguindo seus princípios.

Mas quais são os detalhes da dieta do tipo de sanguíneo? Ela é baseada em qualquer evidência sólida?

Descubra neste artigo.

Não deixe de ler e compartilhar.

O Que É A Dieta De Tipo Sanguíneo?

A dieta do tipo sanguíneo, também conhecida como a dieta do grupo sanguíneo, foi popularizada por um médico naturopata chamado Dr. Peter D’Adamo no ano de 1996.

Seu livro, “Eat Right 4 Your Type”, foi incrivelmente bem sucedido. Foi best-seller do New York Times, vendeu milhões de cópias e ainda hoje é muito popular.

Neste livro, ele afirma que a dieta ideal para qualquer indivíduo depende do tipo de sangue ABO da pessoa. Ele afirma que cada tipo de sangue representa traços genéticos de nossos antepassados, incluindo qual dieta eles evoluíram para prosperar.

De maneira geral, esta é a alimentação ideal para cada tipo de sangue:

>> Tipo A: Chamado agrário, ou cultivador. As pessoas que são do tipo A devem comer uma dieta rica em plantas, e completamente livre de carne vermelha. Isso se assemelha a uma dieta vegetariana.

>> Tipo B: Chamado de nômade. Essas pessoas podem comer plantas e a maioria das carnes (exceto frango e carne de porco), e também pode comer alguns laticínios. No entanto, eles devem evitar trigo, milho, lentilhas, tomates e alguns outros alimentos.

>> Tipo AB: O enigma. Descrito como uma mistura entre os tipos A e B. Os alimentos para comer incluem frutos do mar, tofu, laticínios, feijão e grãos. Eles devem evitar milho, carne e frango.

>> Tipo O: O caçador. Trata-se de uma dieta rica em proteínas, baseada principalmente na carne, peixe, aves, certas frutas e legumes, mas limitada em grãos, leguminosas e produtos lácteos. É muito parecido com a dieta paleo.

A grosso modo, qualquer um desses padrões dietéticos seria uma melhoria para a maioria das pessoas, não importa qual é o seu tipo de sangue.

Todas as 4 dietas (ou “maneiras de comer”) são na sua maioria baseados em alimentos saudáveis e reais, e um grande passo para se livrar da dieta padrão ocidental baseada em alimentos processados e açucarados.

Se você optar por qualquer uma destas dietas e sua saúde melhorar, não significa necessariamente que isso teve qualquer coisa fazer com seu tipo de sangue.

Talvez a razão para os benefícios de saúde é simplesmente que você está comendo alimentos mais saudáveis do que antes.

No entanto, é preciso também tomar cuidado com algumas restrições impostas pela dieta do tipo de sangue, que muitas vezes deixa de lado carnes perfeitamente saudáveis.

Lectinas E A Dieta Do Tipo Sanguíneo

Uma das teorias centrais da dieta do tipo de sangue tem a ver com proteínas chamadas lectinas.

As lectinas são uma família diversificada de proteínas que podem ligar moléculas de açúcar.

Estas substâncias são consideradas antinutrientes e podem ter efeitos negativos sobre o revestimento do intestino (1).

Alega-se que comer os tipos errados de lectinas pode levar à aglutinação (aglutinação) de glóbulos vermelhos.

Existe, na verdade, evidência de que uma pequena percentagem de lectinas presentes em leguminosas cruas, não cozidas, pode ter atividade aglutinadora específica para um determinado tipo de sangue.

Por exemplo, feijão-de-lima cru pode interagir apenas com os glóbulos vermelhos em pessoas com sangue do tipo A (2).

Em geral, no entanto, parece que a maioria das lectinas aglutinantes reagem com todos os tipos sanguíneos ABO (3).

Em outras palavras, as lectinas na dieta não são específicas do tipo de sangue, com exceção de algumas variedades de leguminosas cruas.

Isso pode nem mesmo ter qualquer relevância no mundo real, porque a maioria das leguminosas são cozidas antes do consumo, o que destrói as lectinas prejudiciais (4, 5).

A Dieta Do Tipo Sanguíneo Funciona?

 

blood-cells
Não Há Evidências Da Ligação Entre Tipo Sanguíneo E A Alimentação

A pesquisa sobre os tipos de sangue ABO tem avançado rapidamente nos últimos anos e décadas.

Existe agora uma forte evidência de que as pessoas com certos tipos sanguíneos podem ter um risco maior ou menor de algumas doenças (6).

Por exemplo, o tipo Os tem um menor risco de doença cardíaca, mas um maior risco de úlceras estomacais (7,8).

No entanto, não há estudos mostrando que isso tenha nada a ver com dieta.

Em um grande estudo observacional feito com 1.455 adultos jovens, comer uma dieta tipo A (muitas frutas e legumes) foi associado com melhores marcadores de saúde. Mas esse efeito foi visto em todos que seguiram a dieta tipo A, não apenas indivíduos com sangue tipo A (9).

Em um grande estudo de revisão de 2013, em que os pesquisadores examinaram os dados de mais de mil estudos, não encontraram um único estudo bem planejado que analisasse os efeitos sobre a saúde da dieta do tipo sanguíneo (10).

Eles concluíram que não há evidência atualmente para validar os supostos benefícios para a saúde de dietas tipo de sangue.

Dos 4 estudos identificados com a dieta do tipo sanguíneo, todos eles foram todos mal concebidos (11, 12, 13).

Um dos estudos que encontrou uma relação entre tipos de sangue e alergias alimentares realmente contradiz as recomendações da dieta de tipo sanguíneo.

É possível experimentar resultados positivos seguindo a dieta do tipo de sangue. No entanto, isso não significa que isso está de alguma forma relacionado com o seu tipo de sangue.

Dietas diferentes funcionam para pessoas diferentes. Algumas pessoas se sentem bem comendo muitas plantas e pouca carne (como a dieta tipo A), enquanto outros prosperam comendo abundância de alimentos ricos em proteínas de origem animal (como a dieta tipo O).

Aqui eu faço duas ressalvas, cuidado para não restringir demais o seu consumo de nutrientes e sempre procure orientação médica antes de realizar mudanças importantes na sua alimentação.

Se você obteve grandes resultados sobre a dieta tipo de sangue, então talvez você simplesmente encontrou uma dieta que acontece de ser apropriado para o seu metabolismo. Pode não ter tido nada a ver com o seu tipo de sangue.

Além disso, esta dieta remove a maioria dos alimentos processados insalubres sua alimentação. Talvez esse seja o maior benefício dessa dieta do tipo sanguíneo.

De um ponto de vista científico, no entanto, a quantidade de evidências que suportam a dieta do tipo de sangue é particularmente insustentável.

Como eu sempre digo, prefira a reeducação alimentar. E não dietas momentâneas.

Para quem prefere, o conteúdo deste artigo está disponível também em vídeo a seguir. Basta dar o play!

Vídeo: Meu Tipo Sanguíneo Influência No Meu Emagrecimento?

FONTE DO ARTIGO: Dr. Juliano Pimentel.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: